• Facebook
  • Instagram

Mapa

Mapas de outros corpos
Intercepta a linha
Continua, estás dentro

Não temas, a Natureza aborrece o vazio

Como as ondas do oceano a querer ser oceano

Assim somos

Continua

Segue-me

Eu, sigo-te

A peça surge como una necessidade de investigação de movimento, baseada no mundo dos

refugiados e das fronteiras. Barreiras fronteiriças que, durante séculos, colocamos entre

mundos, países e pessoas. Esta distancia, real e hipotética, situa a ambos intérpretes em una

relação de aproximação e afastamento, de poder e sublevação, compartilhando uma premissa

comum: a impossibilidade da fronteira contra nós próprios.

Esse relacionamento torna o intérprete rebelde, fraco, compassivo, agressivo, obediente e invasivo com o outro, resultando num relacionamento visceral humano. Perguntamos a nós mesmos: o que acontece com os homens que na violência sobre passam o interdito?

 

 

Criação e interpretação:

Esther Latorre e Hugo Pereira.

Música original: 

Armand Amar e Sydney Bechet

Vídeo:

CRO ATAN

Desenho gráfico, Web e edição vídeo:

Manu Lago

 

 

 

1/6

Duraçao

15 minutos

Tour 

Lados Danza, Valência

Circuito Bucles 2016

Certamen Internacional de duetos e solos Sólodos En Danza Ourense, 2016

Certamen Gerard Collins, peça convidada, Valencia, 2016

Danza no Claustro, Ourense, 2017

Festival Herdanza, Compostela, 14 septiembre 2017

Camp In, México, 2017

Festival da Almada, Portugal, 2018

MIM Sueca, 2018

Festival  Corto In Danza, Italia, 2019

Bailando con Piedras, Certamen Internacional de Coreografía Burgos - NY, 2019

Danza Inunda Santander · La Espiral Contemporánea, Santander, 2019

Cartografía en movemento, Lugo, 2019

SeisCordas Galicia, Teatro Ensalle, Vigo, 2019

Festival Danza Extremadura, Cáceres, 2019

·1º PREMIO en Bailando con Piedras, Certamen Internacional de Coreografía Burgos - NY, 2019

·Mención especial do Jurado no Festival Corto In Danza, Italia, 2019 

·Mención Especial en Danza Inunda Santander de La Espiral Contemporánea, Santander, 2019

·Premio do Público no Festival Sólodos En Danza Ourense 2016

  • Facebook
  • Instagram Galicia Danza